Pular para o conteúdo

Isso é muito Alô

Tá Bombando


Simaria é diagnosticada com tuberculose ganglionar

simaria

Quem comprou ingressos para os próximos shows da dupla Simone & Simaria verá só Simone. Simaria foi diagnosticada com anemia e tuberculose ganglionar e se afastará dos palcos por 30 dias, por recomendação médica. Em comum acordo, as duas acharam melhor Simone assumir a agenda sozinha até o retorno da irmã. Era isso ou cancelar a agenda.

Simaria passou seis dias internada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, e teve alta nesta terça (17). O resto do tratamento será em casa. Confira a nota emitida pela assessoria da cantora:

“A paciente Simaria Mendes Rocha deu entrada no Hospital Sírio-Libanês no dia 12/04 com queixa clínica de emagrecimento, alterações gastrointestinais e estafa devido a agenda intensa de compromisso. Realizados exames laboratoriais que mostraram anemia e durante investigação específica ficou evidenciado aumento do gânglio supraclavicular à direita. Feita avaliação histopatológica que diagnosticou reativação de tuberculose ganglionar. A paciente recebeu alta hospitalar hoje, dia 17/04, e continuará tratamento em sua residência, sendo acompanhada pelo Prof. Dr. Roberto Kalil Filho e pelo Prof. Dr. David Uip e deverá permanecer afastada do trabalho pelo período de 30 dias. Simone segue cumprindo a agenda de shows normalmente e, em maio, as cantoras mantém as férias já programadas. Simaria agradece o carinho e compreensão de todos os fãs e, neste momento, irá dedicar os seus dias para cuidar da saúde”.

Entenda sobre a doença de Simaria :

Sintomas

Os sintomas, de acordo com os especialistas, são febre, calafrios, inchaço com dor, perda do apetite, suor excessivo.

Diagnóstico

No diagnóstico são utilizados os seguintes exames: baciloscopia, teste rápido molecular para tuberculose e cultura para micobactéria, além da investigação complementar por exames de imagem.

Tratamento

O tratamento do tipo ganglionar é o mesmo da tuberculose comum. O paciente deve ser tratado com antibióticos durante pelo menos seis meses, segundo orientações do Ministério da Saúde e do médico especialista.

Prevenção

A principal maneira de prevenir a tuberculose em crianças é com a vacina BCG (Bacillus Calmette-Guérin), ofertada gratuitamente no Sistema Único de Saúde (SUS). Normalmente já administrada para os bebês na maternidade, com 48 horas de vida, e faz parte do calendário público de vacinação.